O Amor… (27.05.2012 na Casa das Beiras em Lisboa)

O Amor…

Tem uma linguagem universal!
Basta um olhar, um gesto apenas
E escutar o coração…
Fala-se e as palavras parecem
Por vezes descabidas, sem nexo,
Mas são totalmente perceptíveis
Para quem ama…
Por exemplo, a palavra sótão
Não que dizer apenas uma divisão,
Pode significar uma história
Que tem em si um mar de espanto…
A palavra Sol não é só uma estrela,
É a beleza de uma alma única
Que tem um brilho que nos seduz…
O Amor é ardente e cego!
Como disse Luís de Camões
“É fogo que arde sem se ver…”
Sabe o que ele é realmente
Quem o vive em cada instante
E o alimenta indefinidamente…
Filipa Duarte in Sedução e Utopia